Venezuela

Episódios do podcast

#140 - Venezuela

Correspondente da Folha na Venezuela diz que país não tem nem camisinha

Nesta edição, o Lado Bi entrevista Samy Adghirni, correspondente da Folha de S.Paulo em Caracas. Ele conta por que a defesa dos direitos LGBT no país é deixada para último plano e como os evangélicos interferem nisso. “Eles consideram que a Venezuela tem tantos problemas, então por que se preocupar com essas questões ‘menores’?” Além disso, ele explica como as políticas de combate à Aids foram abandonadas. “Em um país que não tem aspirina, nem camisinha, imagine o coquetel?” Por fim, conta a história de Tamara Adrian, uma deputada transgênero que é uma voz dissidente no parlamento venezuelana.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

Rodrigo

Notei que esse episódio e outros não estão disponíveis no deezer. Vocês podem informar o motivo?

Reply
Pedro Henrique

Adorei o episódio. Muito interessante!
Não sei se vocês conhecem, mas tem uma série americana chamada Jane The Virgin que a protagonista é descendente de imigrantes venezuelanos e a série é uma adaptação de uma novela venezuelana chamada Juana La Virgen (que foi transmitida pela emissora que tentou dar o golpe no Chavez). A série tem um casal lésbico bem “explícito” e também fala sobre religião. O engraçado é que eu vi o primeiro capítulo da novela e a Juana não tinha nada de religiosa e era até meio masculina, já a Jane é praticamente uma santa!
A Gaby Spanic é mesmo venezuelana. Descobri isso vendo uma entrevista que ela deu pra Marilha Gabriela. Nessa entrevista ela fala um pouco o que achava do governo do Chavez, ou, pelo menos, a Marilha tenta perguntar algo a respeito (não lembro). Falando em atores, o meu ator pornô favorito é venezuelano, o Lucio Saints. Adoro.
Sempre quando eu ouço alguém dizendo que fulano quer entregar os nossos recursos naturais pros americanos, que fulano quer privatizar os nossos recursos naturais, eu lembro da Venezuela. Cada vez me convenço mais que recurso natural é uma maldição.
Quando o Samy disse que a classe média venezuelana é conservadora, eu pensei “a nossa também”. Saiu uma pesquisa esses dias dizendo que Bolsonaro é o candidato a Presidência favorito entre os mais ricos e o 2º colocado (depois da Marina) entre os com ensino superior. Medo.
Dicas de temas para podcast:
1. Depois da Rússia e da Venezuela, está na hora de fazer um podcast sobre Cuba. Tem um filme excelente chamado Una Noche que fala um pouco sobre homossexualidade e AIDS em Cuba.
2. Gostaria muito de ouvir vocês entrevistando a Marina Silva ou alguém da Rede, já que uma das cláusulas pétreas do partido, segundo o estatuto dele, é a defesa dos direitos das minorias.
3. Naquele episódio dos Superfãs em que vocês perguntaram qual cantor gay poderia ser considerado uma diva, eu pensei em Johnny Hooker.!

Reply