Episódios do podcast

#extra - Retrospectiva

Antes de voltar a todo vapor para a temporada de 2015, o LADO BI aproveita as questões dos ouvintes para rever o ano de 2014

Antes de voltar a todo vapor para a temporada de 2015, o LADO BI aproveita as questões dos ouvintes para rever o ano de 2014

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 comentários

Teo

Ouvindo o programa, fiquei com uma dúvida: vcs dois concordam em tudo? Não discordam nunca de nada? Porque – e juro que não é implicância – chegou uma hora que achei que era jogral. Imagino que por serem amigos devam pensar parecido em muitas coisas, mas assim tudo, tudo igual ficou meio assustador rs.

Responder
Marcelo

É que assim, sobre querer dar pitaco em causas das quais não se tem vivência, até pode. Porém, não tem lógica e nem cabimento em alguém branco querer dizer a um negro o que ele deve considerar racismo. Não há lógica em alguém cisgênero dizer a uma transgênero quando ela deve sentir que foi vítima de transfobia. Acho que se há realmente empatia, dá-se a voz para quem realmente sofre. A visão de quem não sofre uma opressão é diferente de quem realmente sofre. Imagina um homem dizer a mulheres como elas devem agir contra machismo ? É isso. Deve-se apoiar a causa de certos grupos, mas sem querer ter mais voz do que quem sofre, isso é ridículo.

Responder