HIV

Episódios do podcast

#8 - HIV

Na semana da Parada Gay, o programa traz um guia super sincero sobre Aids e HIV

Na semana da Parada Gay, o programa traz um guia super sincero sobre Aids e HIV com todas as informações que o governo brasileiro nunca traz a público por puro preconceito. Por telefone, o infectologista Heverton Zambrini, esclarece mitos sobre a transmissão da doença e explica por que tomar coquetel anti HIV não é a mesma coisa que tomar remédio pra dor de cabeça.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 comentários

angel

Havia um monte de dúvidas sobre a cura da aids hiv, também foi posta em dúvida, mas agora eu tenho que acreditar que o milagre também recebi pode ser útil para o mundo. Meu nome é Angela e-mail da herbalista é odincurahiv@ gmail. com Eu vivi com esta doença mortal por mais de um ano, o meu marido descobriu que estávamos ambos HIV positivo. Tentamos por todos os meios para viver nossas vidas, apesar de essa coisa no nosso corpo é somente quando nós tropeçavam este poderoso fitoterapeuta ele retratou a cura. No primeiro, ficamos céticos, mas meu marido insistiu em dar-lhe uma tentativa e pedir algumas de suas ervas e algumas semanas após a conclusão do processo devido a este herbalist, fui para um teste como também dissemos, nós foram esmagadas quando felicidade que eu recebi os resultados na clínica. A taxa de vírus no corpo e caiu dentro de algumas semanas, fomos completamente curado. Também perguntou por que ele não veio para mundo que ele tinha a cura e ele disse que fez em 2011, mas foi rejeitada pela equipe de pesquisa internacional. A coisa mais importante é para você ser curado, se você quer saber sobre este fitoterapeuta chamada em +2349032913215 ou e-mail: odincurahiv@ outlook. com. Deus te abençoe.

Reply
Além do escândalo: o mundo do sexo sem camisinha - Lado Bi

[…] BRUNO MACHADO, 25 anos, é jornalista formado pela ECA-USP. Já escreveu sobre música, internet, e sobretudo, cinema e teatro. Já publicou textos no Diário de São Paulo, na Veja São Paulo e na revista Brasileiros, entre outros veículos. Como muita gente nas redes sociais pedia que ele publicasse o resultado de seu trabalho em algum veículo, e como tanto nós quanto ele sabíamos da improbabilidade de algum veículo aceitar esse tipo de texto, oferecemos o espaço do nosso blog, até para que Bruno resumisse a história de forma menos acadêmica e mais, digamos, new journalism. Para se informar mais sobre esse assunto, ouça o Lado Bi nº 34 – Camisinha o Lado Bi nº 8 – HIV. […]

Reply