Episódios do podcast

#12 - Cura gay

Nesta edição, o criador da primeira entidade para cura de gays no Brasil, o ex-pastor e ex-ex-gay Sergio Viula diz que igrejas usam clínicas para drogados para "tratar" homossexuais

“Eu era uma zebra pintada de branco”. Sergio Viula conta que essa era a ideia que tinha de si mesmo enquanto era casado com uma mulher, pastor de uma igreja e “gay curado”. Há dez anos fora do armário, Viula foi um dos idealizadores de uma instituição americana que se propunha a curar homossexuais no Brasil. Ele conta que muitas igrejas usam clínicas de recuperação de drogados para “resgatar” gays de sua homossexualidade e que o interesse dos pastores em curar gays é obter mais fieis e, com isso, mais dízimo. Também no estúdio, o presidente da comissão de ética do CRP-SP (Conselho Regional de Psicologia) Luis Saraiva rebate os argumentos de Feliciano e detalha o que há por trás da lei criada pelo deputado João Campos.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário