Coaching

Episódios do podcast

#179 - Coaching

Coaching voltado para LGBTs ajuda a sair do armário e combater preconceitos

Esta semana o LADO BI descobre o que é o processo de coaching e como ele pode ser feito especificamente para a população LGBT. A convidada é Flavia Adura, fundadora da empresa Buttlerfly Coaching. Especializada em ajudar lésbicas a desenvolverem seu potencial, Adura explica qual é a vantagem de se trabalhar com um coach que também é LGBT: “quando você está com uma pessoa que passou pelos mesmos problemas e dificuldades, você tem um atendimento focado nos seus problemas”. Grande parte do trabalho que faz com suas clientes, conta Adura, é ajudá-las a sair do armário: “se alguém tem que viver escondendo quem é, estará fragilizada. Isso prejudica a vida profissional e pessoal.” Mas declarar-se homossexual não é tudo: a coach também aponta a necessidade de se livrar de crenças limitantes quanto à homossexualidade e a homofobia internalizada: “Só porque você se assumiu não quer dizer que você está bem com tudo o que sofreu e o que lhe foi ensinado na infância”. Isso pode levar a um comportamento de supercompensação: “Há pessoas que pensam: ‘se é errado, eu preciso ser muito melhor em tudo, para que ninguém tenha nada de ruim para falar de mim’,” conclui.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *