Bichice

Episódios do podcast

#164 - Bichice

MC Linn da Quebrada: “Ser bicha é uma possibilidade esplêndida”

Essa semana o LADO BI debate o poder da bichice com duas funkeiras que estão batendo de frente contra a heteronormatividade: MC Linn da Quebrada e Paz. Autora do funk “Enviadecer”, Linn explica a força de se exaltar a bicha afeminada: “Queremos dizer que enviadecer é uma possibilidade sim, e uma possibilidade esplêndida. Nós somos fortes e protegidas quando estamos juntas, porque os donos do sistema ainda são os machos.” Paz e Linn apontam que a postura realmente frágil é a do machão, que deseja as bichas escondido (“nos desejam, desde que ninguém esteja vendo”) e se abala por qualquer coisa: “Um simples esmalte numa unha, um batom, um olhar, um sorriso, qualquer traço de sensibilidade colocado num corpo masculino já trinca a masculinidade”. Para aqueles que reclamam por serem “forçados” a terem tesão por bichas, rebatem: “Sexo é linguagem, e assim como a gente aprende a falar uma língua, podemos aprender outras. Tendo a oportunidade de se relacionar com outros corpos e de outras formas, nós aprendemos outras linguas sexuais, outros prazeres, outros orgasmos, outros órgãos sexuais.” E criticam a representação das bichas na mídia: “forma-se um império em que se vê sempre o mesmo tipo de homem ocupando as mesmas posições, e as bichas ocupando sempre os mesmos lugares sociais: a bicha engraçada, ocupando o papel do cômico, um papel sem importância. Ela só estava ali para que os outros rissem dela”

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *