Site pornô se oferece para abrigar nova temporada de “Sense8”

O portal XHamster se ofereceu para bancar a continuação da série. A proposta veio depois que Lana Wachovski revelou que está escrevendo uma nova temporada completa do seriado

por Marcio Caparica

A trajetória do seriado Sense8, tão querido por tantos fãs LGBTs brasileiros, parece que está longe de chegar ao fim. Depois da resposta avassaladora dos fãs, uma das criadoras da série, Lana Wachovski, promete toda uma nova temporada da série – e, agora, ela tem até um lugar para exibi-lo: o site pornô XHamster.

Em junho, a notícia de que a Netflix não renovaria Sense8 para uma terceira temporada causou muito choro e ranger de dentes. Depois de muitos tuítes e petições, o serviço de streaming concordou em produzir mais um um episódio final de duas horas para que a história criada pelas irmãs Wachovski ganhasse um ponto final satisfatório.

O apoio dos fãs parece que rendeu novas energias criativas para os responsáveis por Sense8. No começo do mês, durante uma entrevista para a Parada LGBT de Vancouver, Lana Wachowski anunciou que não está escrevendo o roteiro apenas para o episódio final – mas sim para toda uma terceira temporada. Referindo a si mesma na terceira pessoa, ela declarou: “Ela está escrevendo [o roteiro] porque acredita tanto nos fãs – em sua capacidade de sair por aí e criar ainda mais fãs – que Lana foi em frente e está escrevendo uma temporada 3 inteira.”

A expectativa era de que o episódio final fosse ao ar em algum ponto do ano que vem. Mas, se Wachowski realmente tiver mais tanta história para constar sobre seus oito protagonistas, como fazer o roteiro virar filme? Ela pode agora contar com um salvador inesperado: o famoso site pornô XHamster.

Em uma carta publicada em seu blog, o portal de conteúdo adulto se oferece para abrigar a nova temporada do seriado. Nela, Alex Hawkins, vice-presidente da empresa, explica por que o XHamster seria o canal ideal para a continuidade de Sense8: “temos uma longa história de lutar pelos direitos do discurso sexual e pela sexualidade não-normativa. Continuamos a usar nosso público para que se combata leis repressoras anti-LGBTQ nos EUA e em outros países, apoiamos a educação sexual nas escolas públicas e os direitos dos profissionais do sexo.”

“Nós sabemos que não é algo convencional”, consta na carta, “mas queremos trazer [Sense8] de volta no XHamster. Não se trata de uma paródia, ou um produto inferior, mas uma continuação verdadeira da série. Sabemos que somos um lar improvável, mas, há cinco anos, as pessoas riam da possibilidade da Netflix produzir conteúdo original. Nós pensamos que agora é a nossa vez, assim como a sua.”

O que não faltaria para a continuação do seriado é audiência e recursos. “Temos mais visitantes diários que o New York Times, ESPN ou Daily Mail“, continua Hawkins. “Resumindo, temos o público e os meios. Diferente do que acontece na Netflix, você não estaria concorrendo por uma fatia do nosso orçamento de produção – ele seria todo seu. Nós também temos boa-vontade. Sabemos que uma série sobre perversidade polimorfa é algo difícil de se vender numa rede convencional como a Netflix. Nós não temos esse tipo de limitação, e também compreendemos implicitamente a interconectividade das sexualidades através das fronteiras. Resumindo, nós somos ‘nós’.”

Lana Wachowski ainda não respondeu à carta do portal. Mas, com essa nova possibilidade, o futuro de Sense8 parece cada vez mais sólido – e quem sabe, até ainda mais quente.

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *