Grupo LGBT causa polêmica ao criar versão gay da Santa Ceia

Flyer para festa DiverCity em Salerno, no sul da Itália, causa revolta entre políticos conservadores

por Marcio Caparica

A organização LGBT DiverCity, de Salerno, no sul da Itália, está causando polêmica no  país depois de criar uma versão gay e erótica do famoso quadro da Santa Ceia para divulgar uma festa que acontece hoje, Quinta-feira Santa. A imagem mostra Jesus e seus 12 discípulos nus e seminus, beijando-se e fazendo sexo de diversas formas.

Previsivelmente, a brigada conservadora da Itália, ainda não plenamente recuperada do fato de que a união civil está legalizada no país desde maio do ano passado, resolveu bradar pela censura da imagem e cancelamento do evento. Raffaele Adinolfi, representante local do partido Il Popolo della Famiglia, declarou: “Nós do Popolo della Famiglia podemos apenas expressar publicamente nossa indignação e convidar todos os habitantes de Salerno, crentes e não-crentes, a fazerem o mesmo”.O partido de que faz parte se opõe ao casamento homoafetivo, ao aborto, ao divórcio e ao uso de barrigas de aluguel.

A festa, “Divercity Easter Edition”, tem como lema “não somos blasfemos, somos alternativos!”. A resposta de Adinolfi a isso é que a imagem é “ofensiva, e alternativa a apenas uma coisa: o bom gosto”. E continua: “seria de bom tom se os proprietários e gerentes do evento cancelassem a festa por respeito à comunidade como um todo e a suas tradições – o mesmo respeito que as minorias exigem mas frequentemente não estão dispostas a conceder.”

Emanuele Avagliano, um dos organizadores da DiverCity, defendeu o evento num post no Facebook: “Queremos reafirmar nosso respeito pela opinião alheia, mas igualmente reiteramos com força e convicção nossa liberdade para vivermos e nos divertirmos da maneira como acharmos melhor. Além disso, enfatizamos que a peça de comunicação que utilizamos não tem como intenção blasfemar, nem ofender, nem desrespeitar.”

Avagliano continua: “Isso dito, lamentamos perceber que mais uma vez o ‘Popolo della Famiglia’, na falta de outros alvos, mais uma vez procura combater LGBTs para ganhar visibilidade às nossas custas, em detrimento de tantos gays, lésbicas e pessoas transgênero. Convidamos a todos, portanto, a estarem presentes na quinta-feira com mais força e fé que de costume, e recuperarem um espaço de liberdade, de expressão e de entretenimento, essencial para jovens homossexuais e pessoas trans de nossa cidade.”

“Nossas cores, nossos sorrisos e nossos corações não podem nem devem serem contidos por pessoas que se escondem por trás do racismo político e da homofobia”, finaliza Avagliano.

No ano passado, juízes italianos decidiram que dizer que alguém é homossexual não pode ser considerado ofensivo, e no começo desse ano uma corte em Trento reconheceu legalmente um casal de gays como os pais de um bebê gerado por barriga de aluguel. Por outro lado, outra corte decidiu em janeiro que um garoto de 13 anos deveria frequentar um “centro para jovens” por 12 horas, todos os dias, por ser “afeminado demais”.

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

58 comentários

Aline

E o quadro da santa ceia com as participantes do miss bumbum não chocou os religiosos? Pois não vi indignação. O ódio é por se tratar de temática gay, né? Estou vendo a hipocrisia.

Responder
Angelo Riccell Piovischini

Salve! Essa imagem nos desestabiliza porque ainda demonizamos o sexo, a sexualidade, a erotização e, no entanto, a nossa vida está sustentada nesse suporte, há milênios, psicossocial e biopsíquico. Eu acho que essa imagem nos leva a um embate ideológico profícuo e necessário. Há feridas que merecem ser espicaçadas. A dor que elas provocam nos força a nos enxergar como realmente somos. Não me oporia a nenhuma das opiniões aqui dadas por uma razão bem simples: Acredito que aqui não há os certos e os errados, muito embora isso não nos livre dos equívocos. De sobra, há apenas pensamentos diferentes/divergentes ( E que bom!). Me posiciono criticamente diante dessa imagem porque ao vê-la eu imagino o que sente a cristandade ao se ver ultrajada por um grupo que de maneira geral é rechaçado, espezinhado e combatido por essa própria cristandade, levando-se em consideração as excepções, é claro! Ecco il risultato: A mesma cristandade que bate, que apedreja e que difama em nome da única fonte que consideram a verdade irretorquível, imutável, inalienável e inequívoca, sua bíblia, quer preservar o seu direito de continuar batendo, apedrejando, difamando, mas, que o agredido (a comunidade LGBT) saiba reagir porque, certamente, deve se ter ética no contra-ataque. A igreja na representação de seus fiéis, em se apropriando das escrituras bíblicas e dando-lhes as convenientes e opressoras interpretações do livro “sagrado” é muito culpada por isso tudo. Diante dos embates inevitáveis, uma solução agora é ter a humildade e a benevolência do perdão ao grito calamitoso daqueles que antes rangiam os dentes sob a música desumana dos chicotes concretos e abstratos dessa própria igreja, que ardiam nas coivaras do ódio, que eram encarcerados e judiados até a morte do corpo e da alma. Bem, que os cristãos sejam “cristos” encarnados, que perdoem verdadeiramente aqueles que os “ofendem” porque assim o Cristo Jesus o fez com os que INJUSTAMENTE o perseguiram. Em meio a todo o turbilhão de sua vida “Sede santos como eu sou santo” foi o que disse o maior humano de todos, Jesus de Nazaré. E se uma imagem como essa os ofende imagine o que não sente os LGBT’s nos mais odiosos guetos da opressão. O embate está aí. Sejamos maduros para sabermos dialogar, para sabermos divergir, para aprendermos a aprender, para aprendermos a ser e, finalmente, aprendermos a viver juntos. Abbracci!.

Responder
Patrícia

Concordo que a imagem fere os princípios de nossa sociedade e principalmente da família de base cristã. Mas independente disso, que puta falta de criatividade hein! Na minha opinião, chocaria muito mais se criassem uma imagem original, com elementos atuais para transmitir uma mensagem que realmente refletisse o espírito da causa LGBT. A imagem da Santa Ceia é um ícone artístico antes de ser obra religiosa assim como a Monalisa. Não se combate preconceito seja de que ordem for agredindo tais ícones. Quer uma perspectiva nova? Crie algo novo, surpreenda e faça sua própria arte.

Responder
dernader

voces que estão escandalizadfos, é porque sua barroquice foi ferida. nao me venha dizer due leonardo era renascentista. estou falando da sua fé empalidecida, chocada, barroca, manipulada pelos jesuitas desde que essa bosta aqui foi “desacoberta”. acordem brasileirinhos fuididos, o escopo aqui nao é a sexualidade mas a sexualização doutrinária que o brazileiro vem sendo subjeto.

Responder
Roger Santana

Nossa que delícia, confesso que fiquei exitado, queria muito participar desta ceia. Quem não gostou do meu comentário, fooda-se! Isso é só pra criar mais polêmica com estes cristãos que se acham santo! Faltou colocar um de quatro sendo entrando por um belo cacete!

Responder
Anonimo

Sou cética, feminista e bissexual mas nunca precisei desrespeitar pessoas crentes em deus, ou de qualquer outro tipo para mostrar que sou uma pessoa que ama e quer liberdade de expressão. Por que eu simplesmente faço e vivo. Não preciso cutucar as pessoas ao meu redor pra mostrar que estou ali e quero o que é meu de direito. Eu simplesmente pego. Não me escondo e respeito quem é contra isso e nunca me abalou! Por que o que importa é se estamos felizes assim e não se as pessoas aceitam ou não.

Responder
Marcus Abreu

É triste ver 500 mil anos de luta contra a homofobia contra todas as formas de preconceitos, toda luta para a firmação e aceitação da comunidade lgbt, ser lançado por terra com a divulgação de uma simples imagem que denigre e suja nossa imagem, ato irresponsável è impenssado de pessoas omissas que visam lucro sb qualquer sujeições. (Triste).

Responder
Jorge

Por que tudo tem que ter putaria no meio, tudo tem que ser apelativo, vulgar? Minha esposa assiste um programa chamado decora. Este programa é apresentado por um gay. Cara criativo e inteligente. Usa roupas que todos o heteros usam. Não é apelativo. Esse cara tem o meu respeito. Penas que poucos são assim.

Responder
Angela

Só não entendo pq tudo que se refere a LGBT tem que ser tratado como pornografia . Isso prejudica o real motivo da causa . Que é exigir respeito . Desnecessário isso

Responder
Ronaldo Nunes

Eu tenho uma filha homossexual e pra mim não á nada de errado com ela . Mais a santa ceia guei achei uma brincadeira de mal gosto isso apesar de os cristãos crucificarem os LGBT todos os dias.

Responder
Marcos Tadeu

Ronaldo Nunes sou cristão e nunca crucifiquei um LGBT na minha vida, já tive Salão de Beleza e tinha funcionários gays e divide o quarto que tinha no salão com um deles durante um bom tempo. Creio que no futuro você deveria pensar duas vezes antes de generalizar um grupo todo por alguns que você conheça.

Responder
Andre

Me dá um dúvida isso, se não acreditam na biblia por que reproduzem algo modificado de tal livro? Se vc não crer em algo por que profanar isso?

Responder
Jessica Hafner

Cara, o que impede uma pessoa de “profanar” a bíblia é justamente acreditar e ter medo das consequências, se você não acredita, porque não fazer? Ilógico o seu raciocínio. PS: Não estou defendendo quem faz isso.

Responder
Paula

Essa página vai buscar um fato ocorrido na Itália, que não foi feito por nós brasileiros, para dar munição para os “cristãos” homofóbicos daqui usarem contra nós. Nos atacarem!
Estão compartilhando esse post de forma generalizada e nos atacando com discursos de ódio. Se esse era o objeto da publicação, parabéns pelo desserviço a nossa luta por direitos e mais respeito!

Responder
Batata Podre Bugada

Acho interessante como o ser humano não respeita os outros em ambas as partes e eles sempre querem criticar e não respeitam os outros e mesmo assim serem respeitados…Essa corja de alienados ai sempre foi contra e criticou os homossexuais e seu modo de ser e agir e o quanto eles estavam sendo errados ai a hora que uma pessoa que é homossexual faz uma critica aos crentelhos ai é motivo para acabar o mundo por isto…Porque que os hipócritas também não ficam na deles?Eles criticam todo mundo ai quando falam deles eles querem criar ua rebelião e isso ninguém vê talvez se os bocós aprendessem a respeitar os outros quem sabe os outros também não começassem a respeitar eles mais o ser humano é assim mesmo fala besteira a vontade a hora que fala dele ai se dói não é verdade?

Responder
Batata Podre Bugada

É eu também reparei que tem inúmeros Videos na Internet e Sites que eles zoam religiões e deuses na Internet até e ninguém diz nada agora porque fizeram com um conteúdo GLBT agora levanta polêmica adimita que vocês estão de preconceito sim e esses crente chato tem que começar a respeitar também e parar com esta história de tudo ser do demônio e quer o que?A gente que é Hétero também sofre com as intolerâncias desses hipócritas uma vez porque estava ouvindo uma Trilha Sonora de um Filme de Terror uma veio dizendo que é música do demônio em compensação o amigo dela era Funkeiro(Nada contra OK?só acho uma grande Injustiça…) e escutava músicas de matar Policiais e isto é apologia ao crime e isto ninguém fala nada porque pode ouvir esse tipo de coisa e faltando com respeito as Mulheres e tudo é normal mais ouvir uma Orquestra seria regida pelo Capeta?KKK eu acho é bão quando acontece este tipo de coisa isso sim e não é só um Gay que blasfêma quantos Héteros blasfêmam muito mais principalmente estes Ateus modinhas ai pelo Facebook e Ateu e Crentelho é tudo esterco do mesmo saco querem ficar impondo suas verdades aos outros e não respeitam ninguém e sempre usando os mesmos argumentos eu não quero criar discussão sei que sempre aparecerá alguém pra dizer que eu estou errado mais o Ser Humano é tudo Hipócrita esta que é a verdade aconteceu até com a minha Avó uma vez que estava indo no Baile ai um acho que vizinho falou que o Diabo estava na porta e ela falou que ele poderia estar tanto lá como esperando na porta da Igreja dele e tem razão eles acho que falam mais no Demônio do que em Jesus ainda fazem coisas piores ficam enganando os próprios coitados só sugando as Merrécas dos coitados então essa galera num é tõ boa quanto aca que é e outra não são só crentes pois católicos também eu até nem gosto de ir em missas porque os Padres ficam cuidando da vida dos outros lá fora dentro da Igreja todos tem que aprender a parar mão de ser chato com os outros se querem que respeitem os bangues deles também pronto falei 😀

Responder
Fátima Raposo

Não curti. Aceitação é um processo dialógico. Quando é assim, na tora, vem o efeito rebote. Ou seja, eles só conseguem o contrário do que pretendem: mais rejeição social. Além de ser uma interferência negativa a respeito do sagrado do outro.

Responder
Marcelo Cerqueira

Um tema quente feito pimenta para comer nessa sexta-feira santa com vatapá, caruru e moqueca de “cruvina” aqui na Bahia. Acertaram bem na jugular do olho do furação! Existem momentos que se faz necessário radicalizar na defesa intransigente de nossas pautas políticas, mesmo que sejamos tão diversos, como realmente somos de verdade.
Radicalizar e utilizar com criatividade as novas tecnologias de comunicação disponíveis ou as antigas como o Código de Hamurábi para enfrentar essa onda conservadora que está se instalando no mundo e principalmente nas centrais de decisões políticas que incidem na vida real das pessoas. Esses conservadores precisam entender de vez por todas que o Movimento LGBT não está sozinho e é um braço emancipatório de um movimento maior e organizado no mundo inteiro, ou em quase todo. O Grupo DiverCITY usa de uma alegoria que não é a Santa Ceia, obra do renascentista Leonardo da Vinci, um gay gênio da história da humanidade, que reproduz o que seria a última refeição de Jesus Cristo com os apóstolos.
A peça criada pelo artista utiliza filigrana de imaginação criativa, associada ao universo sensual de homens gays cisgêneros nessa suposta analogia para dá um choque, um “acorde” em conservadores ortodoxos de plantão para que eles percebam que ninguém é mais bobo, em liberais simpatizantes e também na própria comunidade LGBT internacional para vigiar, porque a qualquer momento algo de mal pode acontecer “existe um estranho entre nós”, vigiai! Junho de 2016, um atirador entrou atirando na boate Pulse, em Orlando, Florida, matou 50 pessoas e deixou mais 53 feridos, um massacre. Curioso como eles usam a expressão respeito, imputando a nós uma falsa responsabilidade das circunstâncias. “Vocês querem respeito, mas não respeitam os outros…” Quando foi que eles nos respeitaram! Nascemos e crescemos ouvindo que LGBT são indivíduos de segunda categoria, que nossos corpos podem serem violados, mutilados, caluniados e exterminados da face da terra.
Mas, eu vou logo dizendo que isso vai acabar, entenda, o Grupo Gay da Bahia (GGB) fundado em 1980 em Salvador, pelo antropólogo paulista Luiz Mott, lutou mais de 20 anos sozinho contra o preconceito, não se falava homofobia. Com a nova onda e o empoderamento da juventude que está ai, cada pessoa se transformou em um grupo gay e somos milhões e estamos em todos os lugares, esse trabalho artístico com uma suposta inclinação estética a obra de Da Vinci, é poema para o que já tá vindo nos braços das próximas duas gerações.

Responder
Laudemir

Sou homossexual,mas não tolero esse tipo de propaganda,tenho respeito à todas religiões,por isso repudio essa propaganda q afronta a imagem de quem é desta religião

Responder
Marcelle Vargas

Se todos fossem como vc,o mundo seria um lugar melhor!Parabens pela sua postura e clareza!

Responder
Tamires Souza

Uau agora o povo vai questionar, e se Cristo fosse gay?! é gente se aceitamos a história mal contada referente a Cristo, não se pode dizer de sua opção sexual e nem de teus apóstolos, raannrsrs, concordo que é muito critico ver a imagem, mas não se passa de uma imagem, agora o povo vai denegrir todos os gays, por conta disto…

Responder
Vinícius de Siqueira Ferreira

Quantas vezes a própria Igreja não contratou artistas para retratar tudo o que eles não entendiam como algo do demônio? Quantas mulheres inocentes foram queimadas vivas por serem acusadas de bruxaria? Essa imagem não é NADA perto do que a sociedade teve que passar por causa dessa religião suja e nojenta. E pensar que, depois da Peste Negra, o povo acordaria pra vida… Acho que é verdade o que dizem: A geração mais velha tem tanto medo dessa geração nova, com a internet e a infinita rede de informações, que eles ESCOLHEM permanecer burros. Platão ficaria orgulhoso da sua Alegoria da Caverna

Responder
Thyego Germano Militão de Sousa

Nada que se desenha, pinta ou queira representar a divindade é pra se levar a sério. Porque eu, como cristão, devo me sentir “ofendidinho” por alguém que alterou um quadro famoso que em nada testifica o que é santo? Cristo é a autenticidade e veracidade que eu preciso, o que vem depois, alterado ou adulterado, não mexe em nada pra tirar meus nervos.

Responder
Anderson de Oliveira

Então sou católico e a questão nem é mudar o desenho da Santa Ceia mas sim a imagem dos gays , essa é a imagem que eles querem de quem fica pelado 24 horas , de pinto duro ou dando o cu , que só vivem fazendo suruba pq é isso que essa imagem está representado , acho que eles pecam nisso , cara são pessoas normais que trabalham , estudam , praticam esporte , acreditam em Deus , mas para causas polêmica alguns queimam o filme de todos .

Responder
Laerte

É uma imagem de uma balada gay! Queria que estivesse todos de burca? Quando acontece isso com bailes funk héteros ninguém repecurte nada! E outra, se uma simples imagem adulterada é o suficiente para incomodar sua fé, desculpe, mas não deveria nem estar na igreja! Pois nem mesmo a Bíblia temos certeza de que nunca foi adulterada! Achei pesado, mas não mudou em nada meu modo de pensar, tanto aos LGBTs quanto a minha religião!!

Responder
Mônica Trentin

Também me senti ofendida com esse flyer. Homossexual ou não, isto é de extrema ofensa e mau gosto. Como alguém em sã consciência aprova isto. Claro que foi feito para provocar confusão e discórdia.

Responder
WAGNEILSON DE FARIAS LOPES

Sou agnóstico e não por ser fez-me comentar dessa forma, mas liberdade de expressão é de todo LIBERDADE, principalmente quando se vive numa democracia, portanto, vi apenas um cartaz de festa, nada mais. Os religiosos de plantão quando querem apontar “que erro”, “vão arder no inferno, quem já se viu, dois homens e duas mulheres juntas”, enfim. A religião dentro de seus dogmas podem tudo é ditam tudo e, meus amigos, estamos no século XXI muitas coisas mudaram e o mudou para melhor foi justamente a LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Sejamos livres e vivamos como nos convém, cada um cuidando da sua vida todos viverão na paz e no seu esplendor. Grande abraço.

Responder
Ze

Acho justo porém desde que haja respeito respeito sua incredulidade então respeite minha escolha religiosa não se deve generalizar os cristãos católicos envangelicos enfim porque existem pessoas coerentes nesse meio que jamais desrespeitam e julgam o próximo! Você ia gostar se fizessem um desenho animado dá sua família em sua total liberdade de expressão?

Responder
Jadson de Medeiros

Acredito na liberdade de expressão. Acho justo que possamos nos manifestar. Mas também acredito que causar polêmica não seja o caminho mais inteligente. Bom seria que todos vissem essa imagem como apenas mais uma imagem, mas, de fato ela transmite uma mensagem – a da liberdade que se quer ter, que não se encaixa na visão de liberdade do outro: o religioso. O “religioso” é um prisioneiro de seus dogmas. Foi “educado” para acreditar apenas na sua própria verdade. Por isso uma manifestação de pensamento contrário ao dele, neste tom sugerido pela imagem, tende a causar revolta nos defensores da tradição social. Incitar a guerra é a estratégia? Um prisioneiro que luta contra outro prisioneiro arrisca-se à morte e a continuar preso. A luta ideal deve ser travada contra o carcereiro, aquele que aprisionou a mente desses radicais religiosos. Ele é o Senhor da guerra, que não se arriscaria num campo de batalha. É dele a fala: Deixemos que se matem.

Responder
Lucas Cavalcante

É uma polêmica inútil, pois estive em uma exposição na Suécia onde tinha da anunciação até a ressurreição de Cristo com uma temática gay. Tenho o livro na minha casa da exposição. A polêmica e so brasileira.

Responder
Leo Netto

Já vi umas 5 ou 6 versões da mesma imagem “última ceia dos famosos”, “última ceia de assasinoLs de filmes de terror”, “última ceia do SouthPark” “última ceia dos astros de rock e enfim mais alguma que não lembro mas se invocar só porque essa é gay?! Ora francamente!!!

Responder
Richardson Fernandes

Acho que deveriam ter mais respeito pela fé dos outros. Não tenho religião, mas aceito a fé dos outros como aceito os gays do mundo todo. Pois quem sou eu para julgar a religião dos outros ou quem decide ser gay.

Responder
Aliquis Aquirrana

Hello ! Estamos no seculo XXI deixem a população LGBT em paz e um salve para a #LIBERDADE_DE_expressão.

Responder
Bárbara Monteiro

Como pode querer que deixem os lgbt em paz se os próprios não fazem isso com a religião. Eu sou lésbica, mas acho que pra querer ser respeitada, tenho que primeiro respeitar.

Responder
Maria Inês Santos

As coisas consideradas normais não precisam de auto afirmação ,exagero ou exposição.Não vai mudar nada a opinião dos outros.Ser heterossexuais ou homossexuais não impede ser educado e respeitoso;se precisa demonstração é porque não estão se aceitando.

Responder
Regina do Couto Rabêllo

Querem aparecer. Ao invés de fazerem algum ato brilhante, se apoiam em outros fatos. Dignos de pena.

Responder
Jonathan Dawson

Porque não usam o Buda, ganesha a virgem maria para ver se apoiarão. Para ver se apoiarão. Isso é uma falta de respeito ao cristianismo. Entendam, até quem e gay discorda dessa imagem. Usem outros meios, só porque é da LGBT acha que tem o direito de usar a imagem da santa ceia, colocar imagem de uma orgia na santa ceia. Serio, que para mostrar que e gay não sabem interpretar outra coisa a não ser o sexo? Nossa, que mentes pequenas.

Responder
Marco Antônio Rodrigues Pinto

Qual é a opinião do grupo a respeito da Chechênia, com maioria absoluta de muçulmanos, que vem enviando gays para campos de concentração, onde são torturados e mortos? Nos dias atuais?
Acho que o quadro aí não causa polêmica alguma. Não tem valor artístico, pois quis ser um manifesto. Não é um manifesto, porque despreza a violência real e exclusão total dos gays em países bem próximos deles.

Responder
André

Achei super válido, assim vamos diminuir o preconceito e generalização e com certeza aumentar nossos direitos! Favor ler em tom muito sarcástico!

Responder
Glauber

Válido??? Nos mostrar como um bando de animal que só pensa em sexo? Que quando se unem é para fazer suruba? Quais direitos você acha que vamos ganhar com essa imagem?

Responder
Rayner Halston

Esses artistas terão o reconhecimento quando já estivermos em outros tempos bem distante dos atuais. E que o fator gay não será uma causa para se lutar, mas sim o normal de todos os dias. A mulher, o negro. Todos passaram.. E passou..

Ficou bem sexy.. Não vejo por que não.. Só salientaram a despedida da reunião secreta dos amigos hahaha..

Responder
regina

Na minha opinião o problema do quadro da santa ceia não é o teor homo e sim a sexualização, poderia ser hétero q chocaria se parecesse uma orgia e não uma ceia entre amigos q poderiam ser homo….

Responder

O que me incomoda é que como sempre em praticamente qualquer reinterpretação gay de qualquer coisa tudo vira só um monte de homem magro, forte, branco e etc padrão de beleza.
Da Santa Ceia passando até Pokémons antropomorfizados, é sempre a mesma coisa, se há algo pelo que essas gays merecem ser julgadas é pela falta de diversidade.

Responder