Arromânticos: “Eu não consigo – nem quero – me apaixonar”

Arromânticos: “Eu não consigo – nem quero – me apaixonar”

Cartunista conta como compreendeu que não tem interesse por relacionamentos românticos

por Marcio Caparica

Traduzido do artigo de Kotaline Jones para o site Narratively

“É impossível ser feliz sozinho”, há décadas martela a canção nos corações dos brasileiros. “IMPOSSÍVEL”. Aprendemos que quem não quer (ou não consegue) viver dentro de um relacionamento romântico está automaticamente condenado a ser infeliz – algo que não é uma verdade absoluta. Nossa cultura bate nessa tecla desde que somos crianças, constantemente reforçando um modelo que causa muita angústia para aqueles que não se encaixam nesses moldes.

A ilustradora Kotaline Jones decidiu contar como foi seu processo até compreender que, além de ser assexual (alguém que não tem o desejo de manter relações sexuais), também é arromântica – ou seja, alguém que não está interessada em desenvolver relacionamentos amorosos. Isso não significa que seja incapaz de manter amizades, e, como explica, muito menos que seja infeliz. Confira abaixo a HQ em que a cartunista narra sua jornada, publicada com permissão.

Refletindo hoje, tenho dificuldade em saber se eu já me apaixonei alguma vez.Eu passei tanto tempo pensando “EU DEVERIA QUERER ME APAIXONAR!”... ... que eu não sei dizer se alguma vez isso já aconteceu. E, PRA MIM, SE APAIXONAR ERA IMPORTANTE! EU QUERIA TANTO. EU ERA BEM MENININHA, SABE? EU ADORAVA DISNEY, MANGÁ SHOUJO, E COISAS ASSIM. EU NÃO ESTAVA ESPERANDO UM PRÍNCIPE ENCANTADO. EU SÓ QUERIA AMAR ALGUÉM QUE TAMBÉM ME AMASSE. E ÀS VEZES ATÉ APARECIA ALGUÉM! MAS QUANDO A PESSOA SE DECLARAVA, DE REPENTE TUDO QUE EU CONSEGUIA SENTIR ERA AVERSÃO. QUANDO EU ME DECLAREI ARROMÂNTICA, JÁ FAZIA QUATRO ANOS QUE EU ME IDENTIFICAVA COMO ASSEXUAL. ABANDONAR IDEAIS QUE EU TINHA ME CONVENCIDO A VALORIZAR FOI UM PROCESSO LONGO. Você não acha que isso está te fazendo mal? NO COMEÇO, NÃO PENSAR QUE EU ERA ARROMÂNTICA TORNOU POSSÍVEL QUE EU ME IDENTIFICASSE COMO ASSEXUAL. EU NÃO CONSIGO SENTIR ATRAÇÃO FÍSICA... MAS EU DEVO SER CAPAZ DE SENTIR ATRAÇÃO romântica... SENÃO, COMO É QUE VAI SER O RESTO DA MINHA VIDA? MEUS CONHECIDOS TAMBÉM SE PREOCUPAVAM... EU SÓ NÃO QUERO QUE VOCÊ ACABE SOZINHA. VOCÊ VAI ENCONTRAR ALGUÉM SE DEIXAR DE SER TÃO EXIGENTE. NÃO SEI COMO VOCÊ CONSEGUE, EU IA FICAR MISERÁVEL! POR TRÁS DESSES TEMORES, HAVIA UMA COMPREENSÃO MÚTUA E SILÊNCIOSA DAQUELE CONCEITO QUE DÁ ORIGEM A TANTAS COMÊDIAS ROMÂNTICAS: “Todos têm uma alma gêmea.” E, É CLARO, SUA IRMÃ: A vida é dura, mas pelo menos estamos JUNTOS. EU ACHAVA QUE SERIA CAPAZ DE FORÇAR ESSE MEU CORPO MISERÁVEL A FAZER SEXO QUANDO A PESSOA CERTA SURGISSE. E AÍÍÍÍÍ... EHEHEH, PERAÍ, DEIXA SÓ EU CHEGAR NUM PONTO QUE DÁ PRA SALVAR...MAS E SE A PESSOA CERTA NÃO SURGISSE NUNCA? E SE DE REPENTE TODO MUNDO TEM UMA ALMA GÊMEA, MENOS EU? EU TINHA A SENSAÇÃO DE QUE ISSO IA PEGAR MAL PRA MIM. ENTÃO EU TENTAVA APROXIMAR AS PESSOAS, E AO MESMO TEMPO AFASTÁ-LAS, NA ESPERANÇA DE ENCONTRAR A PESSOA CERTA. O AMOR ME DÁ ASCO, MAS QUEM SABE O SEU VAI SER DIFERENTE KKKKK ISSO CAUSOU MUITAS SEPARAÇÕES COMPLICADAS. E, COMO AS EMOÇÕES MAIS FORTES QUE EU SENTIA ERAM PLATÔNICAS, VÁRIAS DESSAS SEPARAÇÕES ACONTECERAM COM AMIGOS ÍNTIMOS. O QUE LEVAVA À PARTE MAIS DOLOROSA DE CONSIDERAR QUE EU PUDESSE SER ARROMÂNTICA. AFINAL, SE TODOS OS MEUS AMIGOS TÊM alguém especial... ... SERÁ QUE EU NÃO VOU ACABAR SEMPRE EM SEGUNDO LUGAR, NÃO IMPORTA O QUE EU SINTO? SE EU FOR A SEGUNDA OPÇÃO DE TODO MUNDO, ISSO QUER DIZER QUE SE a vida for difícil mesmo, EU NÃO VOU TER ninguém? QUER DIZER QUE EU VOU TER QUE SER EXCEPCIONAL EM TUDO PARA TER UMA VIDA PLENA E FELIZ? Com o tempo, eu cansei de sentir que eu tinha problema. E COMECEI A ACEITAR QUE IA SER INFELIZ. E SE ERA PRA SER INFELIZ... EU IA SER A MAIS INFELIZ DE TODAS. EU PASSEI UM ANO ASSIM. EU NÃO CONVIVIA COM NINGUÉM. (TIRANDO MEUS COLEGAS DE TRABALHO.) Procura no Google, as sobrancelhas dela são TUDO. UAAAAUU... QUANDO O ANO CHEGOU AO FIM, EU NÃO ESTAVA INDO MUITO BEM NO PROJETO DE SER TRISTE. PELO CONTRÁRIO, FAZIA TEMPO QUE EU NÃO ME SENTIA TÃO FELIZ. PRIMEIRO EU PENSEI QUE O MOTIVO ERA A MUDANÇA DE ESTAÇÃO. OU TALVEZ ERA PORQUE EU VOLTEI A ESTUDAR. E ENTÃO, DURANTE UMA FESTA... EU CONHECI ALGUÉM QUE PODERIA SER a pessoa certa para mim. A GENTE TINHA TANTA COISA EM COMUM... ... E AS COISAS QUE A GENTE NÃO TINHA EM COMUM, PARECIAM INTERESSANTES PARA O OUTRO. ESSA PESSOA achava legal QUE EU SOU ASSEXUAL. E PARECIA gostar de mim DE VERDADE. DEPOIS DA FESTA, EU FUI PARA CASA E COMECEI A PASSAR MAL. EU FICAVA EM PÂNICO SÓ DE PENSAR EM ME ENVOLVER COM ESSA PESSOA ROMANTICAMENTE. Como isso era possível? EU TINHA TORCIDO PRA ISSO ACONTECER POR TANTO TEMPO. MAS SÓ DE PENSAR NUM RELACIONAMENTO ROMÃNTICO, EU FICAVA ME SENTINDO TÃO MISERÁVEL QUANTO EU ACHAVA QUE SERIA VIVENDO SEM ALGUÉM. EU COMECEI A DAR OUVIDOS PARA UMA VOZ QUE EU HÁ TEMPOS TENTAVA NÃO ESCUTAR. Ei. Você não precisa disso. NA PRÓXIMA VEZ QUE ALGUÉM ME PERGUNTOU SOBRE MINHA SEXUALIDADE, EU RESPONDI EU SOU ASSEXUAL! E ARROMÂNTICA. JÁ SE PASSARAM DOIS ANOS DESDE ENTÃO. DE VEZ EM QUANDO, DURANTE MEU DIA-A-DIA, EU PENSO: Como eu queria ter alguém para compartilhar isso. MAS ESSE MOMENTO PASSA. E PODE SER QUE UM DIA EU ENCONTRE UMA PESSOA QUE FAÇA EU SENTIR ALGO QUE NUNCA SENTI POR NINGUÉM. SERIA BACANA. MAS EU NÃO CONSIGO SEQUER IMAGINAR ALGUÉM ASSIM. E AGORA EU NÃO SINTO MAIS QUE EU SOU OBRIGADA A IMAGINAR.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 comentários

Danielle Sun

Bom,tinha em mente de que,eu era a única assim,mas me alegro muito em saber que não sou a única ser Arromantica e assexual,es uma coisa rara e magnífica que eu acho,faço parte dos 1% e não vejo felicidade minha em homens mas sim em Deus,fico feliz sendo assim sendo diferente dos 99% . Estou sendo eu mesma .

Reply
a,s,

LINDO, LINDO, LINDO! Amei e me identifiquei de todas as formas. ♥

Reply
Ana

Minha história é diferente mas me representou em muitos aspectos! Também faço parte dessa minoria. Quando descobri que não estava sozinha e que não precisava me encaixar no padrão normativo, foi um alívio e me deixou felicíssima! Abriu meus olhos! No fundo sempre me orgulhei de não ceder á pressão da sociedade, mesmo me sentindo intimidada por ela. Quadrinho mara, desenho e história excelentes!

Reply
W

Kkkkkkk lindo demais… sério, eu achava que era o unico assim. Eu sempre achei estranho, achava que nunca tinha encontrado “a pessoa certa”. Eu podia até sentir alguma atração fisica por alguem. Mais era tudo platonico ou falso, após conhecer um pouquinho melhor a pessoa esse sentimento se distancia até deixar de existir. Demonstração de afeto toque etc… quando imagino parecem ser bom mais na hora da verdade a unica coisa quenconsigo sentir é nojo e vontade de fugir. Eu me achava estranho e vivia em cinflito por causa disso até que descobri da existencia dos assexuais arromanticos. Fiquei muito feliz ( não imagina a felicidade kkkk) mesmo que seja menos de 1% da população mundial ainda assim existe pessoas como eu. Queria muito encontrar algum deles um dia. Kkkk otimo post amei os desenhos.

Reply