Ativistas planejam festa LGBT em frente à casa do novo vice-presidente dos EUA

Ativistas planejam festa LGBT em frente à casa do novo vice-presidente dos EUA

Famoso por seu posicionamento antiLGBT, há meses Mike Pence é o alvo de protestos da comunidade queer norte-americana

por Marcio Caparica

O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu vice-presidente, Mike Pence, vão tomar posse no dia 20 de janeiro em Washington, D.C. O vencedor das últimas eleições presidenciais do EUA (mas não do voto popular – ele teve quase 3 milhões de votos a menos que sua oponente, Hillary Clinton) já chega à Casa Branca como um dos presidentes menos populares em início de mandato na história. Não chega a surpreender, então, que uma série de protestos vão receber os novos líderes do país.

Um desses protestos já vai acontecer amanhã, dia 18: um grande baile queer em frente à nova casa de casa de Pence, na rica região de Chevy Chase, em Maryland. Organizado pelo grupo WERK for Pence, que se descreve como “um movimento de base que usa a dança para promover a paz”, e pela organização Disrupt J20, dedicada a “não dar paz durante a transição presidencial”, o evento Dance Party at Mike Pence’s House já conta com centenas de interessados. Como descrevem os organizadores:

 

Mike Pence, homofóbico e transfóbico, fez a gentileza de nos convidar para rebolar e sacudir o corpo todo em frente/ao redor de sua casa em Chevy Chase. Nossa intenção é deixar um rastro de glitter e parafernálias nas cores do arco-íris (biodegradáveis) que ele JAMAIS esquecerá. #SomosQueer #EstamosAqui #VamosDançar Isso mesmo, se prepare para muito WERK e falar para o tiozão Pence: homo/transfobia não será tolerada em nosso país!

Pence tem um histórico extenso de ações contra a comunidade LGBT. Além de coordenar um grupo que publicou inúmeros artigos contra a homossexualidade, quando governador do estado de Indiana Pence tentou realocar fundos destinados à prevenção do HIV para terapias de “cura gay”, legalizou a discriminação contra LGBTs em seu estado e posicionou-se contra o casamento homoafetivo nos EUA. Ele também já declarou ser contra a admissão de homossexuais no exército norte-americano.

Não será a primeira recepção queer a envolver o vice-presidente em sua nova morada. Vários de seus novos vizinhos hastearam bandeiras do arco-íris em suas fachadas em dezembro, quando Pence se mudou.

O evento em frente da casa de Pence será apenas um de vários que estão programados para acontecer no próximo final de semana, no país inteiro. A Women’s March (Marcha das Mulheres), programada para o sábado após a posse de Trump, já tem mais de 200 mil interessados no Facebook e conta com um amplo esquema de organização.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *