Equipe de “Will & Grace” está em negociações para o retorno da série

Elenco e produtores gostaram da audiência gerada pelo especial eleitoral que criaram esse ano e ficaram querendo mais

por Marcio Caparica

A campanha para a presidência dos Estados Unidos está a poucas semanas de acabar. Ela certamente entrará para a história como uma das mais bizarras do país, mas pelo menos uma consequência virá dessas eleições: ela reuniu a equipe de uma das sitcoms mais celebradas da televisão mundial, Will & Grace.

Em setembro, elenco e produtores da série reuniram-se para gravar um especial de dez minutos, lançado apenas na internet, em que Will Truman, Grace Adler  e Karen Walker disputam o voto do indeciso Jack McFarland. O episódio foi dirigido por James Burrows, o responsável por todos os episódios das oito temporadas de Will & Grace, e desde que foi ao ar já obteve mais de 6 milhões de visualizações. O sucesso do projeto – produzido sem a rede que exibiu a série original, NBC – fez com que tivessem início as negociações para que a sitcom voltasse a ser produzida.

O site Mashable confirmou que as primeiras reuniões entre os protagonistas Eric McCormack, Debra Messing, Megan Mullally e Sean Hayes, os criadores de Will & Grace, David Kohan e Max Mutchnick, e a rede NBC já estão acontecendo. Mullally, que interpretava Karen, já declarou à revista People: “acredito que todos nós gostaríamos de ser chamados”. O site Deadline garante que:

Fontes alertam que ainda não há nada assinado, que os envolvidos ainda estão distantes e que há várias barreiras que fazem do retorno de Will & Grace uma tarefa custosa, mas pelo menos há vontade de que isso aconteça. O estúdio Universal TV precisa garantir a participaçãodos astros Eric McCormack, Debra Messing, Megan Mullally e Sean Hayes, assim como os criadores Max Mutchnick e David Kohan. Ao que parece, a ideia é fazer uma temporada de 10 episódios. NBC e Universal não quiseram comentar.

Apesar da NBC, a rede da série original, ser uma possibilidade, tudo indica que um canal de streaming, como o Netflix, tem mais chance de dar certo. A Netflix já foi citada como uma parceira em potencial, mas nenhuma conversa com o site aconteceu ainda.

Vale apontar que a ideia de que a Netflix possa abraçar uma nova temporada de Will & Grace não é nada absurda: entre os projetos mais recentes do portal, estão novas temporadas de Arrested DevelopmentFull House Gilmore Girls.

Quem sabe, dessa vez, Will não consegue arranjar um namorado de verdade para compensar os oito anos de azar no amor que acompanhamos durante a série?

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário

Pedro Henrique

Eu me lembro que, quando eu era adolescente, o Will era uma referência para mim. Na verdade, ele era a única referência que eu tinha. Engraçado que hoje eu acho o Jack muuuuito mais legal.

Responder