Danny DeVito interpreta idoso gay em novo curta-metragem

“Curmudgeons” está conquistando corações no circuito internacional de festivais ao contar a história de dois homens que se apaixonam na terceira idade

por Marcio Caparica

Aos 71 anos, Danny DeVito, um dos atores mais queridos do mundo, está produzindo e produzindo muito bem, obrigado. Este ano, o astro dirigiu e atuou no curta-metragem Curmudgeons (“Ranzinzas”, em tradução livre), um filme doce sobre o amor entre dois homens na terceira idade.

O filme é uma adaptação da peça de mesmo nome, escrita por Joshua Conkel. O próprio autor adaptou sua obra para que fosse filmada. O curta foi produzido em conjunto por DeVito e seus dois filhos, Lucy e Jake. O protagonista é interpretado por David Marguilies, conhecido por suas atuações em Os Caça-FantasmasOs Sopranos, em sua última performance – o ator faleceu pouco depois do final das filmagens, em janeiro.

Curmudgeons acompanha as reclamações de Ralph, um senhor que vive num lar para idosos, enquanto é atendido por sua enfermeira Daniela e recebe uma visita de sua neta, Lucy. Os personagens conversam sobre a dificuldade de se encontrar o amor, e o velho mal-humorado aponta como só conheceu o seu, Jackie, com mais de 80 anos. A surpresa é que, descobrimos logo, Jackie é um homem. Nos minutos seguintes, o casal de velhinhos ranzinzas trocam insultos e declarações de amor, alternadamente bem-humorados e comoventes.

curmudgeons2

O próprio envelhecimento fez com que DeVito se interessasse pela obra. “Por causa de minha idade, eu compreendo que a vida é algo contínuo. Ela não tem que chegar ao fim a não ser que você desista dela, e nunca se sabe o que está por vir. Nunca se sabe o que vai acontecer”, declarou ao site No Film School. “Eu senti que essa história conversava com o otimismo que tenho pelo futuro. Ele pode ser um lugar onde se encontra algo que pode ser benéfico, não importa sua idade, não importa quem o leva àquela situação.”

O poder que a idade dá à pessoa de ligar o foda-se e dizer e fazer o que quiser é o instrumento utilizado por DeVito para transmitir a mensagem pró-LGBT. “Nos apaixonamos por esse projeto na hora, porque ele trata de como as pessoas podem se permitir serem livres e fazerem o que realmente querem”, DeVitto disse ao portal Vimeo, em que Curmudgeon foi escolhido como “Escolha da Equipe”. “Não se deixar controlar por algum tipo de pré-conceito que o resto do mundo tem do que é certo, principalmente no que se refere ao romance e a sua felicidade. Muitas pessoas tentam impedir a felicidade alheia.”

Assista a Curmudgeons abaixo.

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *