Chelsea Manning hospitalizada – suspeita-se de tentativa de suicídio

Chelsea Manning hospitalizada – suspeita-se de tentativa de suicídio

A responsável por vazar documentos confidenciais do exército norte-americano ao site Wikileaks em 2013 cumpre 35 anos de prisão e luta por seus direitos para adequar seu gênero

por Marcio Caparica

Chelsea Manning, responsável por fornecer em 2010 ao site Wikileaks milhares de documentos confidenciais (e constrangedores) do exército norte-americano, encontra-se hospitalizada – suspeita-se de tentativa de suicídio. Manning foi levada ao hospital na ontem pela manhã, afirmam os sites da CNN e TMZ.

Em 2013, Manning foi condenada a 35 anos de prisão por ter vazado as informações para o público, quando ainda atendia pelo nome Bradley. Um dia depois de ser condenada, seu advogado divulgou um comunicado que informava que sua cliente é uma mulher trans e gostaria de ser chamada de Chelsea. Desde então, ela uniu-se à Anistia Internacional e processou (com sucesso) o governo dos EUA para que tivesse garantida a terapia hormonal para seu tratamento de adequação de sexo dentro da prisão. Na semana passada, ela publicou um artigo sobre as novas medidas do Exército dos EUA, que passou a aceitar que pessoas transgênero se alistassem.

Chelsea Manning recorreu a sua condenação há um mês, afirmando que sua pena é “talvez a condenação mais injusta na história do sistema judicial militar” quando se considera a natureza do que fez, ações que ajudaram a trazer à tona vários abusos realizados pelas forças armadas dos EUA. “Nenhum denunciante na história dos EUA jamais foi condenado tão severamente… Manning revelou esses materiais porque, sob aquelas circunstâncias, ela pensou que essa era a coisa certa a se fazer. Ela acreditava que a população tinha o direito de saber do preço das guerras do Iraque e do Afeganistão, das perdas de vidas, e do que o governo era capaz de fazer para esconder informações constrangedoras de seus malfeitos.”

Várias fontes reportam que Manning vem sido tratada cruelmente na prisão. As autoridades da prisão negaram seu pedido para que tivesse permissão para deixar seu cabelo crescer, e mantiveram-na em solitária por longos períodos. No ano passado, foi punida por ter possuir a edição da revista Vanity Fair que apresentava Caitlyn Jenner na capa, e por ter um tubo de pasta de dente fora de validade em sua cela. Manning teve seu acesso a atividades recreacionais reduzidos por 21 dias, o que limitou seu acesso à academia, à biblioteca e ao pátio da prisão.

A informação foi revelada por Shimon Prokupecz, repórter da CNN. Até o momento não há confirmação médica de que Manning tenha tentado se matar. Segundo o TMZ, ela teria tentado se enforcar em sua cela.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 comentários

Alan Kevedo

Chelsea Manning Manning é uma de nossas heroínas, ao lado do jornalista Gleen Greenwald, de Julian Assange e de Edward Snowden. Pra nós são uma espécie de cavaleiros de um Apocalipse que já estamos vivendo.

Reply
andreas badder

Estão tentando suicida-la como faziam na época da ditadura brasileira.

Reply
Mauricio

Só pra corrigir….não é tentativa de homicídio e sim “suicídio”

Reply