Mulher doa cabelo para criança trans com câncer, porque o mundo ainda é bom

Garota havia começado a transição antes de iniciar a quimioterapia e perder todo o cabelo; hairstylist compartilhou caso

por Marcio Caparica

Muitas  vezes as notícias relacionadas às pessoas transgênero são, infelizmente, tristes: homens e mulheres trans ainda costumam ser alvos de intolerância, violência e desamor. Por isso sempre é bom espalhar casos como o que uma cabelereira compartilhou há dois dias no site Reddit.

Sob o username Iamtwofaced, a hairstylist contou como uma de suas clientes pretendia ajudar uma garota transgênero com câncer, doando seus próprios cabelos:

Sou cabelereira, e nesse último domingo recebi uma nova cliente, que entrou e avisou que pretendia doar seu cabelo, e também avisou que pretendia levá-lo consigo numa sacola. Achei que isso era interessante, porque em geral nós mesmos enviamos cabelos que vão ser doados para a instituição de caridade da escolha da cliente.

Ela me contou então que ia mandá-lo para uma criança que estava combatendo o câncer. A criança (de dez anos) estava fazendo sua transição (do sexo masculino para o feminino) antes de iniciar a químio. Ela tinha cabelo comprido, mas infelizmente o perdeu quando o tratamento teve início.

Essa não era a primeira vez que essa cliente doava seu cabelo. Ela havia feito o mesmo no ano anterior para outra criança no hospital, que também lutava contra o câncer. A garotinha viu que minha cliente havia doado seu cabelo àquela criança e perguntou para sua mãe se ela poderia ter o cabelo dessa cliente. A mãe da criança entrou em contato com minha cliente, e ela passou o último ano deixando seu cabelo crescer para ela.

Eu acho que isso é incrível, minha fé na humanidade foi (quase) restaurada! A cliente dizia o tempo todo “Ela sabe quem ela é, acho isso maravilhoso. Ela merece isso!”.

Nosso coração também fica um pouco mais quentinho depois de ler histórias como essa.

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários

Aldo Matos

Andrea antes de fazer qualquer comentário procure se informar melhor, o que vc diz não faz sentido.É necessário que se faça essa transição o quanto antes, é de vital importância pra esta criança.

Responder
Andrea

Acho muito errado permitir que uma criança faça essas transição, deveria ter uma lei permitindo que apenas pessoas acima de 18 anos pudessem fazer esse tratamento hormonal, e se no futuro a criança percebe que na verdade se enganou, que foi apenas uma fase? Um absurdo isso! Claro que a ditadura não vai concordar, vão me chamar de preconceituosa, machista, mi mi mi!

Responder