Garoto HT limpa a barra de amigo gay em curta da Coca-Cola

Garoto HT limpa a barra de amigo gay em curta da Coca-Cola

Com roteiro e direção de Dustin Lance Black (Milk), vídeo FOFO mostra em bom português que a verdadeira amizade vai além da orientação sexual. “A mensagem da igualdade e a publicidade podem andar juntos”, afirma o roteirista

por Marcio Caparica

Está ficando ser intolerante e continuar fazendo parte do mundo capitalista. Mais uma grande marca deixou bem claro sua posição pró-LGBT. Mês passado a Coca-Cola lançou “amizade” para o mercado latino-americano, criados por Dustin Lance Black, o roteirista que ganhou o Oscar pelo filme Milk. Em um deles, um garoto hétero descobre, bisbilhotando no celular do amigo, que ele é gay e está apaixonado por outro garoto. E o defende do possível bullying dos outros colegas.

O curta tem o título de O SMS, e é todo em bom (e carioquíssimo) português. Os garotos Diego e Rafael tiram onda um do outro, circulam pela escola, demonstram companheirismo e, claro, bebem Coca-Cola. No clímax da história, Diego guarda o segredo do amigo, num gesto que acaba por aprofundar a amizade entre eles.

Em entrevista à revista AdWeek publicada essa semana, Black explicou o conceito por trás da campanha: “[A Coca-Cola] sabia que queria fazer uma peça voltada para a comunidade LGBT. E, então, fazer mais dois com o mesmo conceito, um momento que é uma encruzilhada, em que deve-se fazer uma escolha: você segue o caminho da gentileza, ou prefere fazer uma piada fácil quando alguém está num momento difícil? Se você consegue seguir o caminho da aceitação e da gentileza, você consegue criar uma amizade verdadeira”.

O roteirista não vê problema em usar a publicidade para contar histórias com mensagens positivas como essa. “É muito gratificante para a comunidade LGBT ser acolhida por uma marca global, porque, sejamos honestos, ainda há lugares no mundo que conhecem a Coca-Cola, e onde ser gay significa pena de morte. (…) Há quem questione qual seria a intenção da marca. Eu respondo, ‘sim, eles querem ganhar mercado, e querem vender seu produto’. Eu quero mandar a mensagem de que a diversidade é uma coisa boa e que pessoas LGBT e suas famílias merecem respeito e amor. Eu não vou deixar passar uma oportunidade de divulgar uma mensagem a favor da igualdade só porque um produto vai ser vendido com ela.”

Algum mala vai ver que garoto gay do vídeo não é abertamente gay dizer: “ah, mas então quer dizer que é OK ficar no armário?”. Não, não é legal, somos a favor de sapatear fora do armário. Mas essa é uma decisão pessoal – pior do que viver escondendo sua sexualidade é ser exposto contra sua vontade à agressão alheia, principalmente quando não se é uma figura pública. Apesar de muito enxerido, o garoto hétero fez a coisa certa nesse caso: acobertou o amigo, defendendo-o dos pequenos trogloditas que os cercavam. Quando for o momento certo para ele, o gayzinho se declara gay para o mundo, sabendo que já tem o apoio de um amigo para quem vem arranjando minas faz algum tempo.

A campanha foi criada pela Pereira & O’Dell, e, como tudo hoje em dia, vem com sua hashtag: #VerdadeiroAmigo.

Sinto que as vendas da Coca-Cola não vão cair, pelo contrário. Mas, por favor, fundamentalistas, façam campanha pelo boicote da Coca-Cola. Assim mais gente vai ver esse vídeo lindo.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *