Assexualidade explicada em quadrinhos

Assexualidade explicada em quadrinhos

A quadrinista assexual Adri desfaz cinco mitos comuns sobre a assexualidade

por Marcio Caparica

Traduzido do original de Adriofthedead

Olá, meu nome é adri, e eu sou assexual O que isso significa? ASSEXUAL: alguém que não sente,ou quase não sente, atração sexual por qualquer gênero, ou que de  alguma maneira tem muito pouco interesse, se algum, por atividades sexuais COMPARADA A OUTRAS  ORIENTAÇÕES, A ASSEXUALIDADE AINDA  É ALGO BASTANTE NOVO PARA A  MAIORIA DAS PESSOAS se é que já ouviram falar disso! Apesar de estar aos poucos adquirindo divulgação e reconhecimento como uma orientação sexual, ela ainda é muito sub-representada e incompreendida eu decidi criar essa tirinha para a semana da assexualidade, para dissipar alguns dos equívocos sobre assexuais e assexualidade. Vamos esclarecer algumas coisas sobre a assexualidade! MITO: ASSEXUALIDADE = CELIBATO Assexualidade e celibato são duas coisas completamente diferentes. Abstinência é a escolha consciente de se abster da atividade sexual por razões religiosas ou pessoais... ... e a assexualidade é uma orientação sexual,  não uma escolha. celibato: Eu fiz um voto de castidade. Abstinência: Eu estou esperando pela pessoa certa. Assexualidade Além disso, assexuais não se abstêm por causa de alguma superioridade moral artificial, a despeito do que acreditam muitos. Você acha que é  melhor do que eu? Hein? Não... eles apenas não têm interesse por sexo, ou não sentem atração sexual. simples assim. É importante saber que nem todos têm exatamente o mesmo estilo de vida. Seja respeitoso com os hábitos sexuais dos outros, inclusive se eles se abstêm do sexo. Alossexual - assexual MITO: ASEXUAIS SÃO FRIOS, APÁTICOS  & ODEIAM SEXO muito pelo contrário! Assexuais são capazes de formarem relacionamentos saudáveis e amorosos, de acordo com sua orientação romântica. orientação romântica é o que determina o tipo de pessoa pela qual alguém sente atração emocional ou romântica, ao invés de sexual. Heterorromântico / Homorromântico / Birromântico / Panromântico alguns também identificam-se como  arromânticos, o que significa que não têm interesse em estabelecer relacionamentos  românticos  com pessoas de  qualquer gênero. o que não significa que pessoas  arromânticas não são capazes de amar! elas se interessam por amores de família, não românticos. nem todos os assexuais odeiam sexo ou sentem repulsa por sexo; muitos assexuais estabelecem relações sexuais e praticam atividades sexuais, por várias razões... ... seja porque desejam agradar  um parceiro alossexual,  ou para reprodução. não há dicotomia exclusiva entre a alossexualidade e a assexualidade. a assexualidade, como qualquer outra orientação, existe num espectro.  fica por conta de cada indivíduo, claro, determinar em que ponto do espectro ele se encontra. Alossexual / Assexual MITO: ASSEXUAIS NÃO PASSAM DE VIRGENS CHORÕES QUE NÃO CONSEGUEM “SE DAR BEM” tirando que o conceito de virgindade em si é uma construção social tão arcaica que dá dó e muito prejudicial, usada para envergonhar e tratar pessoas como mercadoria, principalmente mulheres... quem se identifica como assexual nem sempre é virgem. falando a verdade, muitos assexuais só entendem que são assexuais depois de terem uma relação sexual. e mesmo aqueles que são virgens... eles não são assexuais porque são incapazes de “se darem bem”, mas porque eles realmente não estão interessados. MITO: ASSEXUAIS TÊM UM HISTÓRICO DE DISTÚRBIOS MENTAIS  OU ABUSO SEXUAL INFELIZMENTE ESSA É UMACRENÇA MUITO COMUM - E MUITOERRADA - SOBRE A ASSEXUALIADE: QUE A FALTA DE ATRAÇÃO SEXUAL É O RESULTADO DE ABUSO SEXUAL OU ALGUM DISTÚRBIO MENTAL.  DEMONSTRA IGNORÂNCIA SEM TAMANHO E É EXTREMAMENTE OFENSIVA, NÃO APENAS PARA OS ASSEXUAIS, MAS TAMBÉM PARA QUEM PASSOU POR ABUSO SEXUAL OU LIDA COM DISTÚRBIOS MENTAIS. a ORIENTAÇÃO SEXUAL NÃO É DETERMINADA EXCLUSIVAMENTE PELO HISTORICO DE ALGUÉM, E ISSO TAMBÉM VALE PARA ASSEXUAIS. NUNCA É CORRETO PRESUMIR QUAIS SERIAM AS “RAZÕES” POR TRÁS DAS ORIENTAÇÕES SEXUAIS DE QUALQUER PESSOA. MITO: ASSEXUAIS NÃO PASSAM POR OPRESSÃO OU DISCRIMINAÇÃO é verdade que, como um grupo, os assexuais não sao oprimidos socialmente por causa de sua sexualidade. mas os indivíduos podem ser oprimidos por suas orientações românticas ou identidades de gênero. assexuais também correm altos  riscos de abuso e violência sexual, inclusive do chamado “estupro corretivo” - o estupro que é feito com a intenção de “consertar” a orientação sexual da vítima a falta de informação e representatividade faz com que muitos que sao abertos quanto a sua assexualidade tornem-se alvos de hostilidade e preconceito, vindos tanto de heterossexuais como de pessoas da comunidade lgbtqia. um estudo conduzido em 2012revelou que há altos níveis de discriminação interna contra assexuais dentro da comunidade, descritos por muitos como “frios”. quando se junta isso à atitude que nossa sociedade adota e perpetua de que todas as pessoas saudaveis e  normais querem fazer sexo, geralmente faz com que muitos que ainda não estão cientes de sua assexualidade acreditem que estao sozinhos ou têm algum tipo de “defeito”. isso também faz quemesmo aqueles que já são abertos quanto a sua assexualidade costumem ter dificuldades para se aceitarem. apesar de assexuais não passarem pelos mesmos probelams que homossexuais ou transexuais, isso não quer dizer que eles não enfrentam problemas. a verdade é que há tanta ignorância quanto à assexualidade que, mesmo quando ela ocorre de maneira não-hostil, ela pode levar a comportamentos problemáticos. quando alguém se declara assexual, issonão dá permissão para começar a fazerperguntas pessoais e invasivas, nem paramicrogerenciar seus hábitos sexuais, mesmoque sua intenção seja inocente. assexuais não sedeclaram assim para“dar um jeito” em suaassexualidade, nem ofazem para chamaratenção ou de algumaforma “roubar” oreconhecimento e espaço daqueles comoutras orientaçõessexuais. assexuais são silenciados e apagados de maneiraavassaladora... eles só querem suasolidariedade, seremaceitos e compreendidos.  é por isso que ações como a semana daassexualidade sãotão importantes apenas espalhandoinformações bempreparadas e concisas, ao invés de analogias vazias... .. os asexuais serãocapazes de, um dia,expressarem-se eabrir seus sentimentossem medo de seremalienados. obrigado por ler!

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários

Adrielly Ehlers

Olha, acho que não tem necessidade de bla bla bla de opressão, parece que se tem uma necessidade de dizer que se sofre preconceito para o grupo ter legitimidade. Eu entendo que nesse mundo onde os relacionamentos românticos são regra, é normal que às vezes as pessoas pisem na bola e cometam alguma gafe. Assexualidade é uma minoria pouco conhecida e ficar chamando as pessoas de ignorante só nos fará tão chatos quanto o LGBT. Aliás, ficar levantando plaquinha também acho desnecessário. Antes de assexual, sou veterinária, desenhista, lutadora, e faço muitas outras coisas. Orientação sexual é um detalhezinho besta na minha vida.

Reply
EliEli

Obrigada pela reportagem. Sinto-me um pouco mais acolhida e compreendida. Só soube da assexualidade há 1 ou 2 anos.

Reply
Arromantic

Isso está MUITO errado, arromânticos são pessoas que sentem pouca ou nenhuma ATRAÇÃO ROMÂNTICA, a falta de interesse em estabelecer um relacionamento romântico pode ser CONSEQUÊNCIA disso. Porém, arromânticos ainda podem possuir um relacionamento sim, que para o arromântico seria uma ligação forte que não entra nas definições de relacionamentos românticos. Isso é chamado de uma relação queerplatonic, quando não se encaixa no padrão sexual-romântico, mas é mais do que amigos onde existe AMOR e COMPROMISSO EMOCIONAL.

Reply
Tania

Gostei das tirinhas… Com ótimas informações…
O legal seria conhecer e poder conversar com alguém que seja para trocar informações

Reply

Um amigo meu está com dúvida sobre isso. Desde que o conheço, ele se dizia gay. Entretanto, já faz alguns anos, que ele diz achar que já não é boa definição para ele. Ele diz que acha homens bonitos (bem mais do que acha mulheres). E teve relacionamentos…, mas nunca fez sexo. Ele começava a se relacionar, mas sempre que alguém queria mais que alguns beijos, ele terminava. Ele diz não sente vontade de fazer… uma amiga o questionou se era timidez ou algo, mas ele sempre relata já até mesmo ter ficado nú junto de outra pessoa, mas não consegue ir a frente. Então, recentemente ele meio com esse termo assexual, eu fiquei confusa por nunca ter ouvido falar. Mas vocês acham que ele realmente se enquadra? Eu não o forço com piadas nem nada, tanto que ele tem mais facilidade de falar comigo sobre isso do que com outras amigas, entretanto algumas dessas amigas ficam com essas piadinhas… queria poder orienta-las, se possível.

Reply
VósMicêSama

Só o que achei errado foi dizer que o grupo dos assexuais não sofre opressão. Freses como “pelo menos você não é viado”, “eu quero um neto!”, “Quando você vai me apresentar minha nora?” são o tipo de frase que me entristece. Antes eu era completamente assexual e não sentia nem pensava em ninguém com outros olhos, sequer tinha resposta do corpo a saliências, isso já com 18 anos.
Mas foi tanta perturbação que resolvi mudar ao menos um pouco e comecei a utilizar auto hipnose do tipo regra-efeito. Agora com 22 anos já consigo sonhar que estou casado com alguém, mas sem conseguir “ver” minha esposa(manequin preto), pois não possuo uma idealização de mulher ideal, creio eu. Agora consigo ter ereção, até mesmo a matinal que nunca ocorria. Pode ser algo controlado mas ao menos posso usar caso um dia encontre alguém que eu goste.

Reply
Laura

Na verdade a tirinha disse que é um mito que eles NÃO sofrem, ou seja, ela quis dizer que é uma REALIDADE que eles sofrem com opressão e preconceito, os balões mostram que ele a opressão pode vir tanto de homossexuais quanto de heterossexuais.

Reply
Andrea

olá, sou casada com um rapaz assexuado , np começo nao entendia achava que ele ao sentia atraçao por mim ou se fosse gay ou tivesse problema sexual, mas hoje entendo do que se passa e mesmo assim ainda estamos juntos e nao prescisamos de relaçoes sexuais para ser feliz!

Reply
Silas

Eu sou assexual e desde que me assumi desse jeito, todas as pessoas ao meu redor disseram que era mentira e uma brincadeira minha, pois não pareço ser desse tipo, alguns simplesmente se afastaram por não suportar eu dizer que realmente não tinha vontade de fazer sexo. Mas hoje em dia eu sou bem comigo mesmo e consigo conviver com isso perfeitamente melhor, é muito bom ver um artigo desse que explica perfeitamente bem as pessoas como um assexual é. Vou espalhar para todos esses ignorantes que não acreditam nisso, obrigado por esse texto, fez eu me sentir ainda melhor, ótimo trabalho!

Reply
Renato

Adorei a didática. Tenho enormes dúvidas quanto a ser assexual ou não. Muitas reflexões me levam a crer que sim, mas nunca encontro materiais que respondam às minhas perguntas e não tenho como pagar um psicólogo ou sexólogo. Conhece algum texto atual e bom ou algum grupo a quem eu possa me apresentar?
Muito obrigado e continue com o bom trabalho de informar e instruir acerca de temas “espinhosos” e que recebem pouca atenção.

Reply
Alana

Oi, Renato! Se você souber inglês eu recomendo muito o portal AVEN, que é uma organização de visibilidade assexual. Tem muita informação no site e um fórum gigante.

Reply
Sandro

Achei a iniciativa incrível e a proposta original… Tem que haver aceitação de todas aquelas pessoas que não se encaixam nos “padrões” sexuais. Já passou da hora da humanidade se tocar. A propósito, o blog é incrível. Muito obrigado por fazerem esse tipo de informação ser divulgada, isso é muito importante, principalmente no nosso Brasilzão.

Reply