Curta metragem mostra romance entre dois soldados gays do filme ‘Star Wars’

Dirigido pelo espanhol Vicente Bonet, o filme mostra uma DR entre dois Stormtroopers: um deles quer sair do armário e o outro não

por James Cimino

O Rio Festival Gay de Cinema, que começou na última quinta (3) tem em sua programação uma competição de filmes de curta metragem que traz pérolas como “Love Wars”.

Dirigido pelo espanhol Vicente Bonet, o filme mostra o encontro furtivo entre dois Stormtroopers, guardas imperiais do filme “Star Wars”, em um cubículo escondido da Estrela da Morte. Durante a conversa, os dois discutem sua relação. Um quer assumir o romance para todos, o outro acha que não tem de revelar sua sexualidade.

Além disso, o filme discute a situação política na Espanha, fazendo analogias com os rebeldes que, no filme, lutam contra o domínio do império liderado por Darth Vader.

Em entrevista por e-mail o diretor disse ter escolhido o universo da saga criada por Geroge Lucas devido à familiaridade com que o público em geral tem com esse universo.

Dentro desta discussão, claramente a discussão se polariza entre o gay libertário e gay conservador. “Bem, nós queríamos refletir sobre essas duas visões opostas. Ainda há muitas pessoas que, apesar de serem gays, ainda são muito conservadoras, o que acaba limitando seus relacionamentos. Gostaríamos muito que o curta pudesse levar essas pessoas a terem consciência sobre fato e repensassem suas atitudes conservadoras.”

Bonet conta ainda que não teve qualquer problema em fazer uma adaptação da franquia, utilizando-se de elementos visuais muito característicos da saga.

“Na verdade, o curta é uma paródia do universo ‘Star Wars’, o que é uma prática comum, especialmente no mundo do terror. Neste sentido, nossa adaptação tem como objetivo apenas refletir o estilo que caracterizou os filmes para contar outra história, distante da principal mensagem da obra de Lucas.”

Miniaturas

O diretor espanhol tem outro trabalho concorrendo na competição de curtas. “Miniaturas” conta a história de dona Assunção, uma viúva de 67 anos, que tem dois filhos: John e Belém. No dia de sua morte, Belém descobre que sua mãe tinha um amante secreto.

O Rio Festival Gay de Cinema vai até 13 de julho (dia da final da Copa do Mundo) e tem em sua agenda mais de cem títulos entre filmes de curta e de longa metragem provenientes de 24 países.

A programação do festival, que pela primeira vez terá exibições na zona norte do Rio, terá uma competição internacional de longas-metragens (grande parte documentários) que vai receber 14 filmes inéditos, e outra apenas para curtas, com 57 títulos.

Dentre os longas, destacam-se São Paulo em Hi-Fi, do diretor Lufe Stephen, que relata os primórdios da noite gay paulistana (confira a participação do diretor no Lado Bi da Noite); o canadense I’m a Porn Star, que trata dos bastidores do pornô gay, mostrando inclusive que alguns homens héteros aceitam participar desses filmes “porque o cachê é maior”; o filipino-americano What’s the ‘T’?, que acompanha a vida e as convicções de cinco transexuais; o americano Seventh-gay Adventists, que conta a história de três casais de homossexuais que lutam para se manter na igreja adventista; e o argentino Familias por Igual, que mostra depoimentos de casais homossexuais e de filhos criados por eles.

Há também espaço para comédias românticas, como The 10 Year Plan, que conta a história de dois amigos que fazem um pacto: se em dez anos eles não encontrarem um parceiro, se casarão.

Confira a programação completa no site oficial do festival, que terá sessões dos já consagrados Praia do Futuro, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho e Tatuagem.

Serviço

Rio Festival Gay de Cinema 2014

Quando: de 3 a 13 de julho de 2014. Confira os horários das sessões na programação oficial.

Onde: Caixa Cultural Rio (Av. Almirante Barroso, 25 – Centro) – R$4 (inteira).

Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241 – Centro) – R$12 (inteira).

Instituto Cervantes (Rua Visconde de Ouro Preto, 62 – Botafogo) – R$4 (inteira).

Museu de Arte do Rio (Praça Mauá, 5 – Centro) – Entrada gratuita.

Arena Carioca Jovelina Pérola Negra (Praça Énio, S/N – Pavuna) – R$1.

Arena Caioca Dicró (Rua Flora Lobo – Penha Circular) – R$1.

Mais informações:www.riofgc.com

What’s the T? – Official Trailer from Eye Film Releasing on Vimeo

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

Pia Torres

Eles são bons! São filmes de muito sucesso, alguns desde que eu vi e eu preciso descobrir como muitos, não há dúvida de que o cinema gays é bastante preciso, embora, por vezes, é um pouco vulgar, do meu ponto de vista.

Responder