Você sabia que a Mística dos X-Men era para ser PAI do Noturno?

Você sabia que a Mística dos X-Men era para ser PAI do Noturno?

Chris Claremont previa que a personagem poderia, inclusive, mudar de sexo, mas ideia foi descartada pela Marvel

por James Cimino

Com a estreia do novo filme dos X-Men, resolvi comprar a HQ “Dias de um Futuro Esquecido” para saber mais sobre a história original. Hoje, publiquei no UOL Entretenimento um texto com detalhes do gibi (sim, eu ainda chamo de gibi) e, durante a apuração da história, descobri uma coisa que vivia martelando na minha cabeça sobre Mística, minha personagem favorita da trama. A personagem, que tem todas as características para ser uma transgênero, de fato foi pensada por Chris Claremont, o roteirista da revista, para ser não a mãe de Noturno, como se divulga hoje em dia, mas seu PAI.

Encontrei a informação em um texto do site Omelete, que conta toda a história dos dois responsáveis pelo atual sucesso da série X-Men. Além de Claremont, que escrevia as histórias, John Byrne era responsável por desenhá-las.

Ao escrever “Dias de um Futuro Esquecido”, Claremont e Byrne teriam discordado sob vários pontos da história. Um deles é sobre o parentesco dos dois mutantes azuis.

A história vem à tona quando, em uma cena de batalha entre os X-Men e a Irmandade de Mutantes do Mal, liderada por Mística, a metamorfa se transforma em Noturno. Ao fim da luta, quando volta a sua forma normal, Noturno questiona a vilã sobre a semelhança física de ambos. Ela diz que ele deve perguntar a sua mãe adotiva, Margali Szardos.

Ainda segundo texto do Omelete, a mãe biológica de Noturno era para ser a mutante Destiny (Sina, em português), que embora cega, tem a capacidade de prever o futuro. Na HQ, Sina aparece como parte de Irmandade de Mutantes do Mal e é citada como “a única integrante a quem Mística considera sua amiga”.

Já na série de quadrinhos Mystique, editada pela Marvel entre 2003 e 2005, a mutante insinua ser bissexual uma cena com uma mulher.

Sempre soube desse bafo, hehehe…

E a Ellen Page também falou dos paralelos entre os X-Men e os LGBT nesta entrevista para UOL lá de Nova York.

Ellen Page comenta relação entre os X-Men e as lutas dos gays na vida real

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 comentários

Drigo Menezes

Quando perguntado sobre isso na Rio Comicon, o próprio Chris Claremont fugiu pela tangente e disse que Mística, por ser transmorfa e poder se transformar no que quiser, estaria além das questões de gênero e orientação sexual, tirando o dele da reta.

Reply
James Cimino

Mas não deixa de ser verdade, né? Ontem o Marcio comentou isso, disse que ela é plurisexual, haahaha

Reply
Drigo Menezes

Pena que, quando perguntado sobre isso na Rio Comicon, o próprio Chris Claremont fugiu pela tangente e disse que Mística, por ser transmorfa e poder se transformar no que quiser, estaria além das questões de gênero e orientação sexual, tirando o dele da reta.

Reply
Thom

Aproveitando o burburinho dos cinemas que estão avisando que o filme PRaia do Futuro tem cenas de sexo gay, e dezenas de pessoas estão saindo no meio da sessão e na maior cara de pau pedindo o dinheiro de volta, queria contar que em 1995 eu vi a mesma coisa acontecendo nas sessões do filme Celulóide Secreto, o cara na porta avisando que era documentário gay, e mesmo assim dezenas de pessoas indignadas se levantando xingando e indo embora. Ou seja, 1995 é hoje.

Reply