Tititi, Félix já era homem desde o primeiro capítulo

Tititi, Félix já era homem desde o primeiro capítulo

Ao publicar que “Félix vira homem na cama de Glauce”, a revista consegue reforçar preconceitos contra gays e mulheres

por Marcio Caparica

Desde os 20 anos que eu sou abertamente gay para todos que me rodeiam. Isso significou na época as pessoas da faculdade, depois os colegas dos novos trabalhos, os novos amigos, os funcionários do novo prédio…

Um dia, quando comecei a trabalhar na Men’s Health, a equipe discutia uma abertura de matéria: que foto deveríamos colocar na dupla inicial? Eu queria colocar uma mulher que eu achava mais esteticamente agradável, o chefe queria uma com a mina mais gostosa. Certo ponto da conversa, eu falei:

– Mas eu não entendo por que você prefere essa foto! – Ah, é que eu sou homem – respondeu o chefe sem pensar muito.

Depois de meio segundo, respondi:

– O fato de eu ser viado não quer dizer que eu não sou homem.

O chefe arregalou o olho, se deu conta do que tinha dito, pediu desculpas e nunca mais reincidiu nesse erro. Eu tive a sorte de ter chefes bacanas.

Hoje, conferindo as bancas (algo cada vez mais raro agora que o impresso vai perdendo a relevância), eu trombei com a edição dessa semana da revista Tititi, exclamando na chamada principal “FÉLIX VIRA HOMEM NA CAMA DE GLAUCE!”. O flashback com aquela situação na redação foi imediato.

Não acho que a redação da Tititi seja homofóbica – tenho certeza que não. Trabalhei muito tempo na Abril e mesmo nas redações mais hétero (trabalhei temporadas na Quatro Rodas, gente) nunca vivi nenhum constrangimento por ser gay. O que só aumenta o meu espanto que essa chamada de capa tenha passado por diretor de arte, de redação, por revisores, editores, marqueteiros…

O que está implicado nessa capa?

  • Félix, vilão bicha má, não é homem. Por consequência, bichas, más ou não, também não são.
  • A solução para a viadagem de Félix é uma bela trepada com uma mulher que finalmente consiga curá-lo com chá de buceta. A solução para aquela outra bicha que você conhece também pode ser essa.
  • E se o sentido de “virar homem” é o de criar coragem (para “provar a toda família que César é o verdadeiro pai de Jonathan”), a causa da covardia do personagem diante do pai era sua homossexualidade; agora que ele tem uma fêmea em sua cama, isso também foi resolvido.

Podem dizer que não é nada demais, que é só uma chamada de capa. E que a mesma capa apresenta como destaque a foto do casamento de Daniela Mercury com Malu Verçosa, com uma chamada positiva – ele é emocionante. Então não façam acusações de homofobia.

Não é a homofobia proposital e gritante, mas é aquela incutida no dia-a-dia, capaz de atravessar batida por aqueles que deveriam estar mais atentos contra ela. Podem dizer que é uma frase corriqueira, inócua. Que é uma expressão muito usada, sim, com certeza. Mas não menos errada por isso. É uma expressão carregada de preconceito: se você é gay, não é homem. É algo inferior. Esse algo inferior seria, por exclusão, mulher. Dobradinha, consegue ser ao mesmo tempo homofóbico e misógino.

(Infelizmente não temos um caso de dois homens celebridade se casando para saber se também ganharia a quina da capa de Tititi. Mas algo me diz que seria mais difícil que ganhasse o mesmo destaque. Ainda se acha mais “bonito” duas mulheres juntas que dois homens, e os editores, sempre com medo de afastar o comprador de banca, certamente prefeririam não arriscar.)

“Ah, mas essa é uma revista popular, tem que se comunicar na linguagem da leitora.” Exatamente por ter consciência do público que quer atingir, a redação deveria estar ciente do papel que tem na formação dessa leitora. Uma mulher que gaste seus dois reais em Tititi para ficar a par dos fatos mais picantes da TV e das celebridades, entre uma página e outra, pode olhar para seu filho. E pensar de novo (por que toda mãe no fundo já sabe) que ele é viadinho, mas daí considerar que se até o Félix conseguiu “virar homem”, por que não o seu filho? É só questão de encontrar uma mulher que leve ele pra cama e transe direito com o menino.

Não ajuda a mãe, não ajuda o garoto, não ajuda o Félix. É uma deseducação.

Vamos pensar em algumas opções que não fariam um desserviço aos gays que convivem com as leitoras de Tititi? “Após destruir o Papi e Edith…”

  • FÉLIX TRANSA COM GLAUCE E ENFRENTA FAMÍLIA!
  • FÉLIX E GLAUCE SE ALIAM E VÃO PARA A CAMA!
  • FÉLIX E GLAUCE FICAM JUNTOS EM NOITE DE SEXO!

Reforçar a ideia de que gays “não são homens” foi algo totalmente desnecessário. Todos os homens gays são, exatamente, homens. Niko e Eron. Eu. Os que trabalham na redação de Tititi. E os que fazem parte do círculo de convivência de todas as leitoras dessa revista. Presta atenção, redação.

Confira o que a gente achava de Amor À Vida quando ela estreou no Lado Bi da Novela.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 comentários

Caio

E o pior é ler ou ouvir este discurso dos próprios gays. Vários se auto retratam assim. É vergonhoso. Alguém diga para os editores desta revista e para todas as pessoas que insistem nessa ideia deturpada que homem é o indivíduo do sexo masculino da espécie Homo sapiens, independente da orientação sexual. Portanto, heterossexualidade não é requisito mínimo para ser homem. Mas órgão sexual e mente ajustada a este gênero sim.

Reply
Henrique

Excelente texto! Cheguei a mesma conclusão quando li esta capa: um verdadeiro desserviço aos gays. Situações como esta, ainda que não intencionais, não devem passar em branco. É uma verdadeira batalha ter que ficar toda hora chamando atenção pra coisas como: “homem gay não deixa de ser homem”, “homossexualidade não é doença”, “ninguém vira gay”, etc, etc, etc. Mas não devemos desistir, pois como diz o ditado milenar: “água mole em pedra dura tanto bate até que fura.” 😉

Reply
Patty Kirsche

Vixe, eu achei essa capa tão absurda… Quer dizer que homossexual não é homem? WTF… Pior que ficam tentando heterossexualizar todos os personagens gays, é tão ridículo.

Reply
richard

quando eu vi essa revista no extra, eu lembrei de todas as vezes q eu ouvi “vira homem” haha. bateu um nojo, sabe? é realmente uma pena que as pessoas ainda chamam isso de “opção sexual” e q é algo que pode ser “resolvido” se o cara transar com uma mulher. Tipo, OI?!?!

Reply
icaro

Olha queridos, o personagem Félix já nasceu homem por que ele possui um pênis. Ele só era homossexual

Reply