James Franco em Interior: Leather Bar

James Franco dispara: “Bem que eu queria ser gay”

Desencanado como sempre, o ator mais evoluído de todos os tempos rebate suspeitas sobre sua sexualidade

por Marcio Caparica

James Franco já garantiu seu troféu de homem mais seguro da face da Terra. Cobiçado por todos os gays desde que apareceu naquele primeiro Homem-Aranha, o ator nunca fugiu de um papel gay, e, inclusive, já produziu alguns deles por iniciativa própria. Agora, em entrevista ao site The Daily Beast, Franco declarou na lata: “Bem que eu queria ser gay!”.

Discutindo sua participação num programa do canal Comedy Central em que as piadas sobre sua sexualidade foram incessantes, ele descartou com leveza os rumores de que seria homossexual. “Quando discutíamos o roteiro, eu só respondi ‘pode mandar ver com as piadas de gay!’, porque eu não considero ser gay um insulto, de jeito nenhum. Eu não estou nem aí se as pessoas pensarem que eu sou viado, então eu só dizia ‘Beleza!’. Assim… Bem que eu queria ser gay.”

Não é a primeira vez que ele trata do assunto e se coloca na onda da maneira como ser chamado de gay deveria ser tratado. Em outra entrevista, o ator falou ainda mais na boa sobre isso. “Não me importa nem um pouco. Esse assunto não vai embora e onde quer que eu vá as pessoas me perguntam. É um pouco culpa minha, e um pouco culpa dos outros.”

Entre os papéis gays que Franco já interpretou está o poeta Allen Ginsberg em Howl (que também foi interpretado por Daniel Radcliffe no filme Kill Your Darlings, ainda a ser lançado) e o ativista gay Scott Smith em Milk. Em janeiro ele estreou no Festival de Sundance o filme homoerótico Interior. Leather Bar. Além disso, recentemente ele completou uma instalação na qual ele homenageou Alfred Hitchcok recriando em fotografias as cenas mais famosas do filme Psicose – com Franco, travestido, no lugar da atriz Janet Leigh.

Continue sempre assim, James querido, e você será para sempre o alvo das nossas homenagens também.

James Franco travestido em homenagem ao filme Psicose

James Franco travestido no papel de Marion Crane, do clássico Psicose.

Apoie o Lado Bi!

Este é um site independente, e contribuições como a sua tornam nossa existência possível!

Doação única

Doação mensal:

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *