DC Comics proíbe casamento de Batwoman

DC Comics proíbe casamento de Batwoman

Desavenças com o futuro da personagem fazem com que o time criativo abandone o desenvolvimento da série

por Marcio Caparica

Batwoman (não confundir com a Batgirl) é uma ex-militar lésbica que pelas noites cruza os telhados de Gotham City combatendo o crime. É um sucesso de público e crítica (e um dos títulos com melhor texto e arte atualmente) que ganhou o prêmio GLAAD em 2012. Como tanta coisa na vida, era bom demais para ser verdade. Os criadores da série, J.H. Williams III e W. Haden Blackman anunciaram nessa quinta-feira que a edição 26, que chegará às bancas em dezembro, será sua última.

“infelizmente, nos últimos meses, a DC pediu que alterássemos ou descartássemos completamente várias tramas estabelecidas de maneiras que nós consideramos prejudicar a personagem e a série”, os dois revelaram em seus sites. “Recebemos ordens de abandonar os planos com relação à origem do Crocodilo; fomos forçados a alterar drasticamente o final da história sendo publicada nesse momento, o qual definiria o futuro heróico da Batwoman em maneiras inovadoras e ousadas; e, mais devastador de tudo, fomos proibidos de jamais mostrar uma cena em que Kate e Maggie se casassem. Estas decisões editoriais foram feitas de última hora, apesar de o planejamento para essas histórias ter sido feito há mais de um ano por nós.”

“Estamos os dois muito entristecidos por partir”, eles continuam, “mas somos da opinião de que vocês leitores merecem histórias que levem a personagem e a série adiante. Nós não podemos garantir nosso melhor trabalho se nossos planos são jogados no lixo no último minuto, então achamos melhor deixar o título. Nós nos comprometemos a encerrar nossa participação no título com um final satisfatório, e estamos certos de que a edição 26 vai deixar uma impressão duradoura.”

Que raios pode estar acontecendo nos bastidores da chefia da DC Comics para que as coisas cheguem a esse ponto, jamais saberemos. Mas é lamentável que eles deixem um trabalho tão cultuado e premiado escapar pelos dedos. Sinceramente, depois que Kathy Kane pediu a namorada em casamento na série, eles realmente esperavam que o casório jamais se realizasse? A posição oficial da editora é que as desavenças não têm nada a ver com a sexualidade da personagem, mas fica difícil acreditar quando os autores estão proibidos de mostrá-la subindo no altar. Tanto esforço para reinventar todos os personagens de acordo com os dias de hoje já começam a ir para o ralo.

Enquanto isso, na Marvel Comics, Wiccano e Hulkling estão se pegando como apenas adolescentes superpoderosos podem fazer.

Saiba mais sobre os personagens gays das HQs e como os super-heróis lidam com sua sexualidade no Lado Bi #18 – Quadrinhos.

Participe da discussão! Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário